Funil de Vendas: Conheça a estratégia que te fará vender mais

    Categorias(s):

  • Marketing Digital
    ,
  • Negócios e Marketing Digital

O Inbound Marketing é a forma mais importante de alcançar clientes de qualidade dentro do Marketing Digital. Para isso acontecer todas as estratégias precisam estar alinhadas e bem construídas. É aí que entra o Funil de Vendas. Podemos enxergá-lo como um caminho em que o cliente percorre até efetivar uma compra. 

Sabemos que a maioria das pessoas não vão em uma empresa e compram um produto/serviço do nada, elas identificam um problema, pesquisam e poderam para depois tomar a decisão de comprar.

O Funil de Vendas faz com que você mapeie e nutra o cliente desde o início até o fim destas etapas. 

Tudo começa com um simples interesse em um assunto (topo de funil), passando pela conversão (meio de funil), até o momento de decisão pela compra (fundo de funil).

funil de vendas

Quando você tem clareza delas e consegue identificar em qual etapa cada lead esta, é possível desenvolver estratégias personalizadas tornando os resultados mais sólidos. 

Ainda não entendeu porque o Funil é tão importante para sua empresa? Então vamos analisar o seguinte contexto: 

O Consumidor é cada vez mais criterioso, você tem cada vez mais concorrentes e está cada vez mais difícil se destacar, certo? A sacada genial é parar de gastar todas as forças com propagandas massantes e estabelecer técnicas que te colocam em evidência antes mesmo do lead decidir fazer uma compra. 

Ou seja, é se apresentar como um bom amigo que se preocupa com ele e com sanar as suas dores do que ser visto apenas como uma empresa que quer vender. Tenho certeza que este cenário ficou atrativo, né? Pois então… Tudo isso só é possível através do Funil de Vendas. 

Assim como já falamos, o funil é dividido em três etapas. Vamos aprender mais sobre como elas funcionam? Então continue a leitura.

Topo do Funil

topo do funil

O Topo do funil é o momento de uma simples consciência de problema. As pessoas de topo de funil pesquisam e se atraem por conteúdos de dicas e tutoriais que ensinam algo. São conteúdos que, teoricamente, não vendem de maneira explícita  mas ensinam e agregam conhecimento.

Tenha em mente que, nesta fase, o ideal é colher as informações do usuário. Ou seja, esses conteúdos servem de isca para levar o usuário a preencher um formulário, deixar alguma forma de contato ou permanecer muito tempo navegando no seu site. 

A partir do momento que ele estabelece esse pequeno vínculo com a empresa, você já pode pular para a próxima etapa. 

Meio do Funil 

meio do funil

A partir das informações fornecidas pelo cliente, você pode considerá-lo um Lead e então começar a mapeá-lo. Aqui ele já sabe que tem um problema a ser sanado, no entanto não está pronto -ainda- para adquirir um produto/serviço. 

Então cabe a empresa começar um processo de amadurecimento do Lead. Entenda, isso não é feito através de um turbilhão de mensagens falando de como sua empresa é ótima, mas sim com informações relevantes e conteúdos ricos. Não se trata de adquirir estratégias agressivas, mas sim de ser interessante. Então aposte em conteúdos com informações relevantes sobre produtos ou alternativas para a resolução dos problemas.

Fundo do Funil

funil de vendas

Nesta fase o cliente já está pronto para tomar uma decisão. Agora é hora de desenvolver conteúdos sobre quem é sua empresa, quais as vantagens e seus valores. Aqui o time de vendas tem o papel principal, pois é a hora perfeita da abordagem direta.

Perceba que nas fases anteriores, você basicamente cortejou e atraiu o cliente, aqui é hora de entrar em contato direto e efetivar a compra. 

Informações que você não sabia

O Funil de vendas parece um lindo caminho no qual o lead conhece sua empresa, consome os conteúdos, fala com a equipe comercial e efetiva a compra, não é? Mas na prática você se depara com leads que passeiam entre as etapas e muitos que desistem durante a jornada. 

Mas calma, isso é muito normal e até essencial. 

Perceba que sem o funil de vendas a sua equipe de Marketing e Vendas “atiram no escuro”, ou seja, abordam os clientes sem estarem pautados em estratégias e acabam gastando tempo e dinheiro com as pessoas erradas. Até porque, sem este funil, você faz contato direto com clientes que estão no topo e acaba perdendo a venda que poderia acontecer após este processo de conquista. 

Mas quando você estabelece estratégias para cada etapa, isso deixa de acontecer e aqueles que realmente nunca se interessaram ou não iam comprar o seu produto/serviço de forma alguma vão sendo excluídos. Por isso o nome “funil”. Os leads vão diminuindo, porém os que chegam até o final estão qualificados.

É o tal do “qualidade é melhor que quantidade”  

E que tal aprender alguns macetes? Falamos muito sobre criação de conteúdos para cada etapa, mas também é muito interessante -e um diferencial enorme- se você usar da tecnologia para mapear a reação do seu lead, assim você vê mais claramente o que seus leads gostam mais e quais estão interagindo melhor com sua empresa. Em suma, você consegue fazer uma abordagem mais personalizada e assertiva.

Essas ferramentas podem ser a Gestão de Lead, o Lead Traking, o e-mail Marketing e o lead Scoring, todas presentes na automação

Para deixar o seu funil de vendas ainda mais assertivo, aprenda estratégias e invista em ferramentas para torná-las efetivas.

Então que tal aprender mais ainda sobre o mundo do Marketing Digital? É só clicar aqui.